publicado em

Em nossa série de artigos de destaque, analisamos publicações de relevância sobre os testes no local de prestação de cuidados de saúde (POCT), fornecendo resumos e comentários de especialistas sobre os principais aspectos do artigo e dentro do contexto mais amplo dos sistemas de POCT.    Neste artigo, abordamos a publicação abaixo, feita pelo Dr. El Osta e coautores:    Does use of point-of-care testing improve cost-effect...

Testes no local de prestação de cuidados de saúde para melhorar a relação de custo-benefício dos programas de exame de saúde nos cuidados primários

en
pt
es

Em nossa série de artigos de destaque, analisamos publicações de relevância sobre os testes no local de prestação de cuidados de saúde (POCT), fornecendo resumos e comentários de especialistas sobre os principais aspectos do artigo e dentro do contexto mais amplo dos sistemas de POCT. 

 

Neste artigo, abordamos a publicação abaixo, feita pelo Dr. El Osta e coautores: 

 


As doenças cardiovasculares são um fator de mortalidade prematura  

A doença cardiovascular (DCV) é uma das principais causas de deficiências e mortalidade prematura em todo o mundo, sendo responsável por cerca de um terço de todas as mortes anuais somente na Inglaterra. Para ajudar a diminuir os casos de DCV, um programa nacional de prevenção primária de DCV na Inglaterra foi lançado pelo Departamento de Saúde em abril de 2009, o programa Health Check do National Health Service (NHS). O programa visa prevenir doenças cardíacas, derrames, diabetes e doenças renais, ao mesmo tempo que reduz as desigualdades na saúde.  

 

O programa visa prevenir 1.600 ataques cardíacos e derrames, 650 mortes prematuras e mais de 4.000 novos casos de diabetes todo ano. Atualmente, é aplicado na medicina de clínica geral, utilizando equipamentos de laboratório e de teste no local de prestação de cuidados de saúde (POCT) para avaliar o açúcar no sangue (glicose ou HbA1c) e os níveis de colesterol total. Dessa forma, o uso do POCT pode facilitar a comunicação da pontuação de risco de DCV de um paciente em uma única consulta. Os autores da publicação destacam que, embora o uso do POCT leve a uma melhor cobertura e a taxas mais altas de prescrição de estatinas, ele não é usado de maneira uniforme. 

 

Os testes no local de prestação de cuidados de saúde podem fazer parte de rastreios médicos  

 O objetivo principal da análise foi investigar uma série de cenários de triagem do Health Check do NHS para determinar se o uso rotineiro do POCT é mais econômico do que os testes de laboratório para o NHS. Foram coletados dados sobre o número e a divisão de vários testes solicitados por médicos de clínica geral, custos internos e externos dos testes, custos de transporte/carga (2013 a 2014), custos de consumíveis (2013 a 2014) e outros custos de infraestrutura (2013 a 2014).  

Um total de nove médicos de clínica geral (n=7 usaram POCT; n=2 não usaram POCT), entre setembro de 2013 e agosto de 2014, na aplicação do Health Check do NHS, foram recrutados em quatro localidades do Clinical Commissioning Group no noroeste de Londres (com uma lista de 71.500 pacientes). Foram registrados a linhagem, a natureza e o tempo necessário de cada procedimento realizado para fornecer ao programa Health Check a pontuação de risco de DCV. Os funcionários de saúde também foram solicitados a descrever como os pacientes são identificados e convidados e que processos estavam envolvidos na administração do Health Check do NHS em cada prática respectiva. Por fim, foi realizada uma análise de microcustos da perspectiva do NHS com base nos custos salariais dos assistentes de cuidados de saúde ou enfermeiros. 

 

Os testes no local de prestação de cuidados de saúde são mais rápidos e mais econômicos do que os testes de laboratório 

O tempo necessário para realizar um exame de saúde do NHS até o momento do cálculo da pontuação de risco de DCV variou de prática para prática (intervalo=20 a 40 min), independentemente do uso de POCT. O tempo médio necessário para adquirir uma amostra de sangue foi 2,5 minutos mais longo com o método de canulação por seringa usado nos laboratórios do que com o método de amostragem por picada no dedo usado no POCT. 

Todos os sete médicos de clínica geral que usaram o POCT (100%) demonstraram que: (1) os funcionários foram adequadamente treinados para usar dispositivos de POCT; (2) um processo de controle de qualidade interno apropriado estava em vigor, como evidenciado pela amostra de controle diário e calibração mensal do dispositivo de POCT; e (3) cada local de POCT foi registrado em um programa de avaliação de qualidade externa credenciado. 

Sem levar em conta as taxas de "não respondeu" (DNR) e "não compareceu" (DNA), verificou-se que um exame de saúde completo no laboratório custaria £ 22,32, enquanto um exame de saúde completo do POCT custaria £ 17,04. Portanto, sem levar em conta DNR e DNA, um exame de saúde completo usando POCT custaria £ 5,28 a menos do que um feito em laboratório. De acordo com os resultados do modelo matemático, a economia de custos para o NHS associada ao POCT foi estimada em £ 29 a cada 100 pacientes. 

 

A mudança de política poderia superar barreiras à adoção de testes no local de prestação de cuidados de saúde 

O estudo também relatou que barreiras, como as atitudes predominantes dos profissionais de saúde ou a preferência pelo uso de serviços de laboratório em vez de POCT, podem ser superadas com mudanças relativamente pequenas nos padrões de trabalho. Entretanto, as barreiras estruturais, incluindo a falta de um modelo adequado de financiamento e reembolso, exigirão uma mudança de política para que o NHS seja amplamente adotado. Destacou-se que a evidência de economia de custos para o NHS pelo uso do POCT pode fornecer uma justificativa para uma mudança no atual modelo de reembolso e incentivos aos médicos de clínica geral em favor de uma adoção e uso mais amplo do POCT para fins específicos. 

Este é o primeiro estudo que utiliza uma análise de minimização de custos para investigar a possibilidade de uso de POCT para economia de custos em exames de saúde do NHS no ambiente de cuidados primários. O custo total previsto era menor do que o do laboratório. Além disso, um exame tradicional feito em laboratório oferece até três vezes mais chances de um paciente perder uma consulta do Health Check do NHS ou parar o tratamento em comparação com o POCT, incentivando ainda mais o POCT. Os profissionais de saúde devem estar cientes de que as práticas gerais que utilizam POCT podem atuar como um atendimento completo para os pacientes que desejam realizar o exame de saúde do NHS em uma única consulta. 

 

Referência: 

 

El-Osta, et al. BMJ Open 2017;7(8):e015494 


Notícias relacionadas

Cartões